Imagens do die de I/O dos CPUs Ryzen Matisse e Rome

Foram divulgadas, pelo usuário do Twitter “Nemez” — para quem quiser conhecer a conta: @GPUsAreMagic — diagramas dos dies de I/O dos processadores AMD Ryzen Matisse e Rome.

Os processadores chamados de “Matisse”, são na verdade os que compõem a terceira geração Ryzen, com exceção das APUs 3400G e 3200G e os chamados de “Rome”, são os CPUs de 2ª geração EPYC. Os chamados “Castle Peak”, na verdade são os mesmos dos “Rome”, porém com metade dos SerDes (serializer / desserializer) e dos controladores de memória desabilitados, limitados em Quad Channel.

Abaixo você confere os diagramas:

I/O Die do Matisse (Ryzen 3ª geração)
I/O Die do Rome (EPYC 2ª geração)

Interessante salientar o uso de várias camadas físicas (PHY) e um Fabric Switch que permitem que os SerDes operem como PCI, USB ou SATA, dando capilaridade e discricionariedade ao uso por parte das fabricantes de placas mãe.

Outro detalhe legal é perceber que o Infinity Fabric é conectado em cada um dos CCXs do CPU, através dos IFOP (Infinity Fabric over Package) que são aumentados em proporção ao número de CCDs. Nos Matisse, temos CCD IFOP contra 8 CCD IFOP.

An enthusiast media for enthusiast followers

An enthusiast media for enthusiast followers